COMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA

O que é a Comunicação Não Violenta?

 

A Comunicação Não Violenta é um processo de clarificação, ensino e aprendizado sobre a nossa linguagem e formas de comunicação, desenvolvido por Marshall Rosenberg,  partindo da sua experiência como mediador, educador e terapêuta. Ao longo de seu processo de pesquisa e observação, Rosenberg refletiu sobre seu aprendizado, relacionado com as perguntas de: Como a gente se comunica habitualmente e como podemos facer-lo de um modo mais efetivo e coerente com os nossos valores. 

 

Os Quatro elementos clave de la comunicación no violenta (CNV), são:

-Observar sem evaluar, -Identificar e expressar os sentimentos, -Nos conectar com as nossas necessidades e -Fazer aos outros petições claras, específicas e sem expectativas,  para tornar a nossa vida melhor. Também observa a importância de conectar com as nossas necessidades e com as dos outros, nos afastando de julgamentos e condicionamentos praticando o poder da empatia e a compaixão para nos- comunicar de maneira efetiva.

Construindo um caminho hacia minha verdade:

Conheci a CNV há 12 anos, na minha escola. de Técnica Alexander. em. Bs As.E foi um dos momentos em que percebi minha vida mudar, tanto a CNV como a T.A. mudaram minha vida de forma radical. Comprendí o que era para mim viver em estado de presença e consciência. Isso não me torna iluminada nem fala que eu tenha todas minhas questões resolvidas, mas abriu a porta para poder  PARAR e me conectar. Antes de reagir, responder automaticamente ou realizar alguma ação habitual que em geral, geram um sentimento de frustração, raiva etc.... Agora tenho mais acesso a possibilidade de parar e me conectar com meus sentimentos e necessidades, e observar como isso afeta a minha postura e o uso do meu corpo. Uma coisa que eu sempre reconheci e reconheço é que quando eu falo com uma pessoa que faz alguma coisa que eu não gosto, eu não quero ferir-la, reconhecer isso também foi um passo muito importante .... mais para poder Colocar Limites, Expressar a minha Raiva, Angústia, Frustração, etc., sem julgar , culpabilizar, criticar aos outros, teve que fazer um grande trabalho! 

Eu queria (e ainda continuo querendo) melhorar minha comunicação, poder empatizar entendendo que é o que o outro está sentindo e precisando. Às vezes  não consigo ter tanta disponibilidade, mas me lembro de parar e escutar... me escutar: Que é o que eu estou sentindo e precisando?

Quais necessidades não estão sendo atendidas, e geram esses sentimentos que não me agradam? Me lembro de que o outro NÃO faz nada para me fazer sentir tal o qual coisa. Eu sou responsável por meus sentimentos! Me lembro de como EU quero me comunicar e que é o que eu preciso para me sentir completa.

Os princípios da CNV foram muito importantes para saber que eu quero transmitir e como eu quero viver.

Escutar sem julgar

Observar objetivamente os acontecimentos

Conectar com meus sentimentos e necessidades

não dar conselhos, nem opiniões.

Eu sou responsável pelas minhas emoções e sentimentos

Poder fazer pedidos claros específicos e sem expectativas de que sejam atendidos...

Começando por estos primeiros passos já podemos andar por um novo caminho!

Eu ofereço processos de escuta empática desenvolvidos através da palavra e o movimento

assim como a Cnv eu baseio meu trabalho no conceito de que

SER ESCUTADOS É SER SANADOS

Não há nada para fazer, nem resolver, nem interpretar, nem diagnosticar.

Conheça meu trabalho em sess´ões grupais e individuais!

 

Aqui varios artigos, e videos que eu gosto muito!

O livro em português de Marshal Rosenberg

http://www.icomfloripa.org.br/wp-content/uploads/2016/03/

Comunicac%CC%A7a%CC%83o-Na%CC%83o-Violenta.pdf

Este artigo me trouxe muita clareza e comparto sua experiência sobre o curso  de Dominic Barter

http://talesgubes.com/comunicacao-nao-violenta-2/

Começando pelas bases:

https://www.cvv.org.br/blog/a-importancia-da-comunicacao-nao-violenta/

A CNV nas empresas:

http://www.blogsenacsp.com.br/comunicacao-nao-violenta/

...O primeiro ponto que é sempre necessário esclarecer sobre comunicação não-violenta é que não se trata de falar mansinho, baixar a cabeça e evitar conflitos. É exatamente o contrário: reconhecer o que faz sentido para nós e lutar para que haja mais vida. Comunicação trata de um processo de conexão e de construção colaborativa de sentido, algo que se faz quando reconhecemos que somos um coletivo. Não-violenta é uma proposta de futuro cujo conceito é insuficiente e, por isso mesmo, provocador e transformador. "Tales Gubes"...

*Pilar de la Torre. Espanha... eu sou fan dela!

Um dos meus favoritos Como receber um Não! (em espanhol)

 

 

Disenhos sobre Comunicação empática para Crianças

 

 

Explicando a CNV para toda a familia

 

 

CNV e NEUROCIÊNCIA

Reprogramando nossa consciência para voltar a nossa naturaza empática

 

 

 

Saiba mais sobre  CNV  nternacional:

https://www.cnvc.org/

Os videos básicos do criador da CNV

Como saber si funcionamos de forma não Violenta?

Cocriando o mundo

Atualmente estou participando deste curso on line: https://www.compassioncourse.org/