PILATES +

CONSCIÊNCIA CORPORAL

De que se trata?

É a utilização dos princípios da Técnica Alexander* em função da exploração do trabalho de solo (mat) do Método Pilates, Trabalhando desde um correto uso de nós mesmos, a força, flexibilidade, equilíbrio, coordenação, respiração e concentração.

 Indicações:
Indicado para qualquer pessoa que deseja tomar um tempo para

trabalhar
com compromisso, curiosidade, paciência e disponibilidade.
Pessoas que precisem reabilitar lesões
Pessoas com esclerose, lombalgia, cervicalgía, dores musculares
Pessoas com problemas respiratórios
Cefaléias
Falta de atenção
Gestantes

Objetivos:
Trabalhar a consciência corporal (o uso de si mesmo)
Melhorar a sua percepção, orientação no espaço, atenção,

concentração e Observação
Restabelecer a correta postura e o equilíbrio
Tonificar e reorganizar as cadeias musculares
Flexibilizar e integrar corpo e mente
Desbloquear a coluna vertebral, beneficiando o correto

funcionamento dos órgãos.

Ver Agenda para saber dias e horários das aulas grupais

​O que Não é o trabalho de Pilates + Consciência Corporal:

Não é um conjunto de exercícios focados na musculação

Não é um processo imediato onde se buscam fins

Não é um método de formas fixas que se repetem e se "ganha/ melhora" com a repetição.

Não é um trabalho estruturado e mecánico.

O que Sim é o trabalho de Pilates + Consciência Corporal:

É um processo fluido de aprendizado do corpo onde desenvolvemos através da prática

 de Pilates e elementos d Hatha Yoga

uma pesquisa no nosso próprio corpo em relação ao uso e as nossas necessidades,

observando os nosso hábitos que geram dor e interferem no nosso

movimento livre, ágil e leve.

Um estudo de biomecánica onde compreenderemos a fisioología e

as possibilidades do corpo em expanção.​

*Não é necessário experiência prévia​

Duração: Grupal: 1:30h  | Individual: 1h

Essemplos de uso inadequado do corpo na prática de  Yoga e Pilates

Nesta Fotografia vemos que a aluna esta fazendo um grande esforço com seu pescoço, que seus joelhos estão desalineados e sua coluna exijida, debido a a instabilidade da bola e a dificuldade do exercicio que não esta nas possibilidades de ela realizar com expansão e sem esforço.

Eeu considero esta prática contraproducente, ja que para obter um beneficio de fortalecimento, estética, etc., se pone em risco a saúde do aluno, desenvolvendo maus hábitos de uso em relação a sua prãtica, aumentando uma tensão dos músculos cervicais de forma disnecessaria, que pode gerar dor e lessoes.

Mais uma extensão forçada, levando o pescoço para frente e para atrás, de forma desintegrada com a curva toráxica, forçando as lombares e os ombros. Cotovelos hiper extendidos e respiração forçadas contraindo as narinas.

Muitas técnicas tem como proposta o esforço para superar os limites, mas desde o Trabalho Corporal Consciênte observamos que isso é perjudicial e que os "progressos" estão sujeitos a adquirir maus hábitos e alimentar padrões de tensão.

Aqui temos uma típica postura de meditação, em geral asociada a relaxamento e concentracão, mas si observamos em detalhe: esta pessoa esta com seu pescoço tenso e desalineado, seu queixo asima de seu nível de balanceamento, su abdómem presso e seu diafragma ascendido, interfirindo a sua respiração, fixando a sua pelvis e forçando a sua coluna para ficar reta.

Muitas vezes repetimos formas que foram passando de outras culturas, outros climas outras gerações, etc. e não foram adaptadas anatómicamente ao aluno no momento presente, isso significa: o problema não é a Técnica utilizada, o problema é: quem ensina a Técnica, como, quem executas as formas... e se isso esta sindo beneficiosso para essa pessoa ou não.

Esta compressão dos nervos cervicais é muito perigossa, pudindo causar problemas no sistema nervoso, tontura, disturbios no equilíbrio, etc.

Manter o pescoço livre, organizado e solto é uma das Bases da Técnica Alexander  em relação a qualquer ação realizada). Tendo em conta que nosso pescoço está direitamente ligado com a circulacção do líquido cerebro espinal, o sitema vestivular, as funções nervosas e motoras.

Em esta imagem podemos observar um mau uso dos braços e do pescoço, deixando as clavículas fechadas na frente, bloqueando a curva secundaria que permite ese arco hacia atrás, impidindo o movimento do esterno e a extensão  da coluna em integração com os braços a as pernas. Este exercicio executado de esta forma pode causar severos problemas lombares, dor no pescoço e nos trapézios, entre outras lessões.

Mais um essemplo de compressão nos nervos e músculos cervicais, forçando os ombros e empurrando as costelas para frente.

Os exercicios em duplas e manipulações em outras pessoas são muito riscosos.

Não recomendo ao aluno se expor a isso, salvo que seja um osteopata ou professional experiênte.